Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

De capacete e batom

De capacete e batom

27
Set19

Viajar, passear, andar

Dora Sofia

Gosto das palavras.  As palavras encobrem sentidos que se vão esvaziando com o uso e, depois, há um dia em que te deparas com uma, tropeças e ficas enamorada da palavra.  

A palavra de hoje não é uma, são três. Andar de mota. Acho que, finalmente, comecei a andar de mota. 

Já tinha viajado algumas vezes. Viagens mais ou menos longas, ainda que sempre curtas para os viajantes. Em grupos e a dois. Mas viagens. Que me levam a terras desconhecidas, durante uns - poucos - dias.  Isto é viajar. 

Mas há também os passeios.  Uma tarde pelas praias do Oeste, um almoço repentino no Alentejo, uma visita a um amigo, uma passagem por uma feira. Com amigos, a dois, ou solitariamente perdida pelos caminhos. Isto é passear. 

Andar é outra coisa. É fazer da mota o teu meio de transporte. Hoje, com o sol a brilhar, amanhã, com o nevoeiro colado à varanda ou depois com a promessa de um dia ensolarado a dissolver-se nos pingos da chuva que te fazem chegar pintinha ao emprego.  Todos os dias. Quando tens de ir comprar o jantar e o selecionas ao milímetro, quando os miúdos precisam que os vás buscar e tens de sair mais cedo, quando vestiste uma saia por rotina, mas afinal umas calças são perfeitas... 

20190919_201416.jpg

 

Não é que eu não goste de viajar.  Adoro. Não é que eu não aprecie passear.  Adoro! Mas andar de mota é, literalmente, bom todos os dias. Um desafio de concentração, pelos que travam sem aviso, pelos que passam a dois metros da passadeira ou não passam na passadeira de todo, pelos que olham para ti, te veem e, apesar disso (ou por isso, nem sei bem) se metem à tua frente e te obrigam a gincanas, pelas estradas cortadas, partidas, interrompidas... E é um desafio de deleite. Pelas cores, pelos cheiros, pelos sorrisos...

Nota: andar de mota tem amenizado substancialmente o meu problema com os estacionamentos, no entanto, continuo a preferir o lugar de um carro ao lugar no passeio.  Desculpem lá, senhores automobilistas, mas pago por e para isso! E, para além disso, passeios são para pessoas, carrinhos de bebés e cadeiras de rodas... 

Boas curvas!

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D